Nova chance para os FIPs

Os escândalos de corrupção dos últimos anos escancararam o uso dos fundos de investimento em participação (FIPs) para atividades escusas. As denúncias levaram à responsabilização de diversas gestoras de recursos e administradoras e à perda de confiança de alguns investidores nesses fundos. Com a tão esperada retomada da economia esse tipo de veículo pode voltar a despertar interesse dos investidores. Quais lições assets, administradoras, reguladores e investidores devem seguir? Como elaborar um regulamento para esses fundos que mitigue os riscos de mau uso desse veículo? Quais oportunidades e riscos os investidores enxergam atualmente nesse tipo de investimento? É possível que os FIPs ganhem relevância nessa nova onda de privatização? Essas e outras questões foram debatidas nesse Grupo de Discussão.

Participantes:

Carlos Massaru Takahasi, presidente do Comitê de FIPs da ANBIMA e sócio da Monte Equity Partners
Demian Fioca, sócio-diretor da MARE Investimentos
Paulo Albert Weyland Vieira, sócio do Vieira Rezende Advogados
Peter Jancso, sócio da Jardim Botânico Partners Investimentos
Rodrigo Selles, responsável pela equipe de gestão, private equity, reestruturação e M&A do Grupo Brasil Plural

Conteúdo exclusivo para associados

Ingresse para o Clube de Conhecimento e tenha acesso a esse áudio e outras vantagens.