Entenda o Código Brasileiro de Governança Corporativa

Até o dia 31 de outubro, empresas pertencentes ao IBRX-100 e o Ibovespa devem entregar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o Informe sobre o Código Brasileiro de Governança Corporativa (CBGC). Criado pela Instrução 586, o Informe CBGC requer a observação atenta de 31 itens, que abrangem assuntos relacionados a ética e conflito de interesses, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e práticas que impactam os acionistas. Ao preencher o documento, as empresas devem informar seu grau de aderência às recomendações do Código Brasileiro de Governança Corporativa, que segue a abordagem “pratique ou explique” — modelo adotado em diversos países, incluindo Reino Unido, Alemanha e Holanda. Neste workshop, vamos explorar como fazer um informe que atenda às necessidades e expectativas de investidores e reguladores e destrinchar os pontos sensíveis da elaboração do documento em questão. Essas e outras questões foram debatidas neste workshop.

Participantes:

Carlos Motta, sócio e head de mercado de capitais & securitização no Tauil & Chequer Advogados
Eduardo Figueiredo, Investment Manager na Aberdeen Standard Investments
José Roberto Borges Pacheco, diretor estatutário de RI e Planejamento Estratégico da OdontoPrev
Richard Blanchet , sócio sênior da Loeser, Blanchet e Hadad Advogados
Nair Saldanha, sócia no Madrona Advogados
Pedro Rudge, sócio na Leblon Equities

Conteúdo exclusivo para associados

Ingresse para o Clube de Conhecimento e tenha acesso a esse áudio e outras vantagens.