Lawtechs no direito empresarial

Em busca de eficiência e agilidade, cada vez mais escritórios de advocacia procuram os serviços fornecidos pelas lawtechs — nome dado às startups que se propõem a revolucionar o mercado jurídico. Essas empresas oferecem soluções inovadoras em áreas diversas, como jurimetria e analytics, resolução de conflitos online e extração e monitoramento de dados públicos. Para isso, se apoiam em tecnologias sofisticadas, como, por exemplo, a inteligência artificial e big data. Alguns escritórios de advocacia, inclusive, têm gestado, dentro de sua própria estrutura, soluções inovadoras que atendam às suas demandas. Na área do direito empresarial, qual tem sido a contribuição das lawtechs? Quais ganhos obtiveram os departamentos jurídicos que já usaram seus serviços? Vale a pena para os escritórios ter um time interno dedicado a desenvolver essas tecnologias? Como as transformações que estão acontecendo na área jurídica impactam a profissão? Essas e outras questões foram exploradas no workshop do dia 6 de agosto de 2019.

Participantes:

Painel:
Christiano Xavier, fundador do Future Law​;
Victor Cabral Fonseca, especialista de inovação do TozziniFreire Advogados.

Debate:
Christiano Xavier, fundador do Future Law​
Alexandre Viola, sócio da Justto;
Andressa Barros Figueiredo, sócia do Siqueira Castro Advogados Associados​;
Angelo Caldeira Ribeiro, CEO da Looplex;
Eduardo Carboni Tardelli, CEO na upLexis;
Victor Cabral Fonseca, especialista de inovação do TozziniFreire Advogados.

Conteúdo exclusivo para associados

Ingresse para o Clube de Conhecimento e tenha acesso a esse áudio e outras vantagens.